Drive-Thru realizará testagem da Covid-19 gratuita em 5 mil crianças e adolescentes

Pessoas de 2 a 18 anos podem participar; não é necessário agendamento, mas é preciso apresentar comprovante de identificação e de matrícula em uma unidade escolar

SES-GO promove testagem em drive-thru para Covid-19 em crianças e adolescentes, em Goiás. | Foto: Claudivino Antunes/Divulgação

Por meio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), o Governo de Goiás dá início, nesta terça-feira, 6, ao drive-thru de testagem gratuita da Covid-19 para crianças e adolescentes de 2 e 18 anos. A ação será feita em Goiânia, no no Câmpus V da PUC, e durará até o próximo sábado, 10. Para fazer o exame, não é necessário agendar, basta comparecer no local acompanhado dos pais ou responsáveis.

“É importante a participação das pessoas, pois pretendemos propor medidas de prevenção e controle baseadas nos resultados desse levantamento”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde da SES-GO, Flúvia Amorim.

Requisitos necessários

Ao todo, serão realizados 5 mil exames gratuitamente. De terça a sexta-feira, o drive thru funcionará de oito horas da manhã até sete horas da noite, e no sábado, de oito horas da manhã ao meio-dia. Para participar, os jovens precisam estar matriculados em alguma unidade escolar e apresentar documento de identificação. Os menores de idade precisarão preencher um Termo de Assentimento Livre e Esclarecido. Já os responsáveis pelas crianças e os jovens maiores de 18 anos terão que assinar um Termo de Consentimento. Pessoas com sinais e sintomas de síndrome gripal não podem participar da testagem.

Como os testes acontecerão

Antes de serem encaminhados para realização do teste rápido, as crianças e adolescentes passarão por triagem. A amostra será coletada por meio de um pequeno furo realizado na ponta do dedo (punção digital), onde será obtida gota de sangue para análise. O resultado deve ser liberado em cerca de 20 minutos. Caso seja positivo, a pessoa será encaminhada, de imediato, para outra triagem, onde será feito teste de antígeno rápido, coletado por meio de swab nasal (cotonete). 

Além de identificar a prevalência da infecção pelo coronavírus, o inquérito nas crianças e adolescentes pretende descrever as características sociais, demográficas e epidemiológicas dos participantes. O objetivo é analisar os fatores associados à contaminação pelo vírus e realizar o rastreamento de contato para os casos positivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.