Dr. Zacharias Calil faz críticas a projeto que prevê venda de remédios em supermercados

Deputado é médico e se posicionou contra a proposta que tramita na Câmara dos Deputados

Zacharias Calil criticou projeto que prevê venda de medicamentos em supermercados. | Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O deputado Zacharias Calil (DEM) criticou o projeto que prevê venda de remédios em supermercados em tramitação na Câmara dos Deputados. Médico pediatra, o parlamentar apontou prejuízo à saúde da população caso a proposta seja aprovada.

Zacharias Calil afirmou que não é possível pensar apenas no lado econômico. A venda de medicamentos precisa ser sistematizada e cautelosa. “As pessoas compram os medicamentos sem ter para quem perguntar sobre a prescrição. Às vezes, confundem miligrama com mililitro e dão uma dosagem que pode gerar doenças, úlceras, entre outras coisas”, disse o deputado.

Diferentemente das farmácias, nos supermercados os consumidores não terão um profissional da saúde para tirar as dúvidas sobre a medicação. A medida, segundo o médico, pode gerar problemas de saúde relacionados à automedicação. “Se você se medica indiscriminadamente e gera um outro problema, vai ser mais tempo de tratamento, medicação e outros custos para o serviço público de saúde”, afirmou Zacharias Calil.

Para o Deputado, ao invés de relaxar a forma como são vendidos os medicamentos, o Congresso deve aumentar a fiscalização. Calil tem um projeto em tramitação para que descongestionantes nasais passem a ter a necessidade de prescrição médica para a compra.

O uso indiscriminado desses medicamentos causa problemas como alterações de pressão arterial. Em crianças, pode levar a quadros de sonolência, sudorese, palidez, hipotermia, bradicardia, extremidades frias, agitação, taquicardia, náuseas, vômitos, apneia, entre outros. O projeto já foi aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família e aguarda aprovação na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.