Dona Íris teria se negado a atender demandas de vereador por ele não ser do PMDB

Parlamentar queria apresentar problemas relacionados à área de saúde, mas não foi recebido pela primeira-dama

A ex-deputada federal Íris de Araújo (PMDB) teria se negado a escutar as demandas de um vereador porque ele pertence a outro partido. A denúncia foi feita pelo vereador Jorge Kajuru (PRP), que afirmou que o colega procurou Dona Íris para apresentar problemas relacionados à área de saúde.

Diante da negativa da primeira-dama em atendê-lo, que teria sido justificada pelo fato de que ele não é um vereador do PMDB, o parlamentar teria relatado a história a colegas.

Mesmo sem ter cargo oficial na prefeitura, a primeira-dama da capital é uma figura frequente no Paço Municipal e tem atendido a população por lá, conforme já mostrou o Jornal Opção. O vereador Delegado Eduardo Prado (PV) chegou a apresentar no início do mês um requerimento que solicitava à prefeitura um esclarecimento sobre as atribuições da peemedebista.

“Diariamente, as redes sociais oficiais da prefeitura mostram a primeira-dama protagonizando/participando de diversos eventos administrativos, dentre eles o de atender pleitos da comunidade, inclusive, coincidentemente, muitos que já foram solicitados pelos próprios vereadores”, pontuou, à época.

Eduardo Prado ressaltou que as denúncias recebidas eram de que Dona Íris, ao atender a população, estivesse tentando viabilizar sua candidatura a deputada federal em 2018.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.