Dois casos suspeitos de mal da vaca louca são investigados no Rio

Fiocruz acompanha dois pacientes que estão em isolamento em Manguinhos

Fiocruz investiga dois casos do mal da vaca louca no Rio. | Foto: Eric Gusmão, Filipe Ronqui/TV-Brasil

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) divulgou uma nota, nesta quinta-feira (11), em que afirmou investigar dois casos suspeitos do mal da vaca louca no Rio de Janeiro. Dois moradores da Baixada Fluminense estão isolados no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), em Manguinhos.

A nota da Fiocruz se limitou a confirmar a suspeita dos casos sem maiores detalhes. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, um dos pacientes é morador da cidade de Belford Roxo e outro de Duque de Caxias.

A Prefeitura de Caxias afirmou que o morador atendido é um homem de 55 anos, que apresentou sintomas de demência e ataxia (perda ou irregularidade da coordenação muscular).

A doença

O mal da vaca louca é uma doença cerebral, degenerativa e fatal, que afeta o gado e pode infectar humanos que consomem a carne contaminada. O Ministério da Agricultura e Pecuária confirmou dois registros da doença em animais em setembro.

A detecção em fazendas de Belo Horizonte-MG e Nova Canaã do Norte-MT fez com que a China suspendesse as exportações de carne bovina do Brasil. O ministério afirmou que os casos foram isolados e atípicos. Mesmo assim, o país manteve a suspensão e o preço da arroba do boi caiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.