Divino Lemes perde mais um recurso na Justiça e candidatura continua indeferida

Político foi enquadrado pela Lei da Ficha Limpa e pedia suspensão da decisão enquanto recurso é analisado pela Justiça Eleitoral

A candidatura de Divino Lemes (PSD) à Prefeitura de Senador Canedo continua indeferida após decisão Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), que não acatou pedido de liminar em mandado de segurança do pessedista. O requerimento pretendia a suspensão da decisão da 1ª Câmara Cível até que seja julgado recurso do político, que foi considerado inelegível pela Lei da Ficha Limpa após condenação por improbidade administrativa.

A decisão do desembargador Ney Teles de Paula não julgou o mérito do mandado de segurança, mas a competência e concluiu que não cabe ao Presidente do TJGO julgar o caso, pois não foi ele que proferiu a decisão que tornou Divino Lemes ficha suja.

Divino Lemes pleiteou o mandado de segurança em uma tentativa de assegurar o exercício dos direitos políticos. Ele concorreu ao cargo de prefeito de Senador Canedo, no pleito realizado no último dia 2 de outubro.

No site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Zélio Cândido (PSB) aparece como prefeito eleito, com 37,9% dos votos válidos. Os votos conferidos a Divino Lemes foram anulados, mas o caso ainda aguarda julgamento de recurso na Justiça Eleitoral.

Divino foi condenado por ato de improbidade administrativa enquanto prefeito de Senador Canedo, por doar área pública da prefeitura, de valor superior a R$ 3 milhões, para uma empresa privada que seria de propriedade real do então vereador Vilmar Lima (PSDB), sem fazer a avaliação do bem ou concorrência pública. Eles foram condenados a cinco anos de direitos políticos cassados em decisão de julho de 2016. O caso também se enquadra, na decisão do juiz, na Lei da Ficha Limpa.

Para as eleições de 2016 foram indeferidas pela Justiça a candidatura da chapa de Divino Lemes e de seu vice, Professor Walter Paulo (PHS), além da candidatura a vereador de Vilmar Lima (PSDB).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.