Distância entre Bolsonaro e Haddad cai para 6 pontos na pesquisa Ibope

Candidato do PSL segue na liderança, mas com o mesmo percentual de intenção de votos, enquanto petista cresce 3 pontos e reduz vantagem do primeiro colocado

Jair Bolsonaro (PSL) vê distância para Fernando Haddad (PT) diminuir para 6 pontos na pesquisa Ibope | Fotos: Reprodução/Globo News e Ricardo Stuckert

Seis dias depois da divulgação da rodada anterior para o cargo de presidente, nova pesquisa Ibope mostra o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) com os mesmos 28% das intenções de votos no cenário estimulado. Já o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) cresceu três pontos percentuais e chegou aos 22% do eleitorado no levantamento divulgado na noite desta segunda-feira (24/9) pelo instituto.

A 13 dias para a votação, que será realizada em 7 de outubro, a pesquisa Ibope, contratada pela Rede Globo e O Estado de S.Paulo, é a primeira vez desde o atentato a facadas sofrido por Bolsonaro, no dia 6 de setembro, que o candidato a presidente pelo PSL não sobe ou oscila positivamente no levantamento. Desde então, o capitão da reserva do Exército tem sido alvo constante de ataques da propaganda eleitoral e das inserções do outros adversários, principalmente do tucano Geraldo Alckmin,

Desde a primeira pesquisa Ibope, divulgada no dia 20 de agosto, Haddad mantém a curva de crescimento de 18 pontos nos cinco levantamentos divulgados até hoje. Bolsonaro não caiu nem subiu na rodada desta segunda. O petista abriu 11 pontos de distância do terceiro colocado, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que segue com os mesmos 11% da rodada de terça-feira (18).

Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, oscilou um ponto positivo e saiu de 7% para 8% na pesquisa desta segunda, enquanto Marina Silva (Rede) variou negativamente de 6% para 5%. Marina segue a curva de queda, que hoje chegou a 6 pontos, dos 12% que tinha na primeira rodada Ibope.

Os indecisos, que na quarta rodada eram 7%, oscilaram para 6%. Já os eleitores que pretendem votar nulo ou em branco foram de 14% para 12%. João Amoêdo (Novo) oscilou de 2% para 3%, Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB) mantiveram cada um 2%, Guilherme Boulos (Psol) aparece com 1% das intenções de votos. Cabo Daciolo (Patriota), Vera Lúcia (PSTU) João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram.

Bolsonaro viu sua rejeição crescer 4 pontos, de 42% para 46%, nos últimos seis dias. Haddad é o segundo candidato mais rejeitado pelos eleitores, com 30%, seguido de Marina, que tem 25% do eleitorado que não vota nela de forma alguma, Alckmin nos 20% e Ciro, com 18%. Em seguida aparecem Meirelles, Daciolo, Eymael e Boulos (11% cada), Vera (10%), Amoêdo, Alvaro e Goulart Filho (9% cada). Não sabem ou não responderam 7%. Poderiam votar em qualquer um dos candidatos 2%.

Segundo turno
Nas simulações de segundo turno, Bolsonaro só consegue empatar com Marina. Ao contrário das rodadas anteriores do Ibope, o deputado federal perderia para todos os outros candidatos no segundo turno (Haddad, Alckmin e Ciro). Na disputa Bolsonaro e Haddad, o petista subiu de 40% para 43% e o candidato do PSL desceu de 40% para 37%, com 15% de intenções de votos brancos e nulos e 4% indecisos.

Quando o cenário é Ciro contra Bolsonaro, o pedetista sobe de 40% para 46% e o capitão da reserva cai de 39% para 35%, com 15% de brancos e nulos e 4% que não sabem responder. Num segundo turno Alckmin e Bolsonaro, o tucano salta de 38% para 41% e o candidato do PSL oscila de 38% para 36%. Brancos e nulos somam 20% e indecisos 4%.

O segundo turno Bolsonaro e Marina, que tinha o deputado federal na frente com 41% a 36%, no levantamento de hoje mostra empate 39% a 39%, com 19% de votos brancos e nulos, além de 4% que não sabem responder.

A pesquisa Ibope/O Estado de S.Paulo/Rede Globo entrevistou 2.506 pessoas em 178 cidades brasileiras entre o sábado (22) e o domingo (23) e tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos, com 95% de nível de confiança – tem 95% de chance de os resultados apontarem para o real resultado das intenções de votos hoje. Registrado no TSE sob o protocolo BR-06630/2018, o levantamento realizado pelo Ibope foi contratado pela Rede Globo e pelo jornal O Estado de S.Paulo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.