Tucanos goianos publicam carta em apoio a Eduardo Leite

De acordo com o documento enviado ao presidente nacional, Bruno Araújo, o governador do Rio Grande do Sul está “no caminho proposto pelo PSDB”

Diretório goiano do PSDB anuncia apoio a Eduardo Leite | Foto: Reprodução

Nas prévias da candidatura do PSDB à Presidência da República no processo eleitoral de 2022, tucanos e ex-dirigentes do PSDB Goiás publicaram carta, nesta terça-feira, 5, em apoio ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB). Enviado ao presidente nacional do partido, Bruno Araújo, o documento conta com a assinatura do presidente estadual, José Eliton e de outros membros do diretório.

No documento, é explicado que o apoio é em razão da proximidade de ideias do candidato que prega a união e declara combater extremismos, de modo a estar “no caminho proposto pelo PSDB”. “Eduardo Leite representa o caminho do equilíbrio, da reconciliação nacional, da harmonia, da política que integre a inclusão social e o desenvolvimento econômico”, disse o documento.

Nas prévias, Eduardo Leite enfrenta o governador de São Paulo, João Dória (PSDB). No momento, São Paulo, Pará, Distrito Federal e Tocantins anunciaram apoio a Dória, enquanto Goiás, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Bahia, Ceará, Amapá, Alagoas e Paraíba declararam apoio a Leite.

Além do ex-governador de Goiás e presidente estadual do PSDB em Goiás, José Eliton, assinaram o documento o ex-deputado federal e ex-presidente do PSDB-GO, Giuseppe Vecci, o ex-presidente do PSDB-GO, Jonathas Silva, os ex-presidentes do diretório metropolitano de Goiânia do PSDB-GO, Júlio César Costa e Eurípedes Jeronimo e o presidente do PSDB-GO Jovem, Rodrigo Rizzo.

Na última terça-feira, 28, o senador tucano Tasso Jereissati (CE-PSDB) desistiu de sua pré-candidatura em apoio a Leite nas prévias, que estão marcadas para 21 de novembro.

Anteriormente, o PSDB Goiás já havia sinalizado apoio ao governador do Rio Grande do Sul por por insatisfação em relação ao apoio dos auxiliares goianos do governador de São Paulo – o secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e o secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles – ao atual governador de Goiás, Ronaldo Caiado, nas eleições de 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.