Diretório do PMDB pede expulsão da ministra Kátia Abreu do partido

Comando da sigla na Bahia entrou com pedido, que deve ser encaminhado a Michel Temer para análise

Mesmo sob pressão, ministra resiste no governo Dilma | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Mesmo sob pressão, ministra resiste no governo Dilma | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Após negar deixar o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) por imposição da cúpula do PMDB, a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, terá que enfrentar, agora, um pedido de expulsão da legenda.

Segundo a asssessoria do PMDB, a solicitação partiu do diretório estadual da Bahia e foi endereçada ao segundo-vice-presidente da sigla, Eliseu Padilha. Este, por sua vez, encaminhará o pedido ao vice-presidente da República, Michel Temer, que decidirá arquivá-lo ou encaminhá-lo à comissão de ética do partido.

Na última terça-feira (29), o Diretório Nacional do PMDB se reuniu em Brasília e aprovou o rompimento do PMDB com o governo petista, além da entrega dos cargos que ocupa no Executivo. Kátia e os outros cinco ministros, no entanto, resistem no primeiro escalão da gestão Dilma.

Um dia após a oficialização do rompimento, na quarta-feira (30), Kátia foi convidada por algumas deputadas federais do PR para se filiar à legenda. A peemedebista, no entanto, não comentou sobre a possível mudança.

Deixe um comentário