DIH apresenta suspeitos do homicídio do proprietário da Marelo Motors

Segundo delegacia, dois atiradores e um motorista, participaram da morte de Paulo Eurípedes Caetano e Diego Lopes de Sousa

Foto: Divulgação

A Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) apresentou, na tarde desta quinta-feira, 29, os suspeitos dos homicídios contra Paulo Eurípedes Caetano e Diego Lopes de Sousa, no setor Parque Oeste Industrial, em Goiânia, na concessionária Marelo Motores, no dia 18 de fevereiro. A ação, segundo a Polícia Civil, foi realizada por dois atiradores, Bruno Thiago L. Souza e Jack Nicholson, e um motorista, o adolescente G.C.A.

Uma das vítimas, Paulo Eurípedes, conhecido como “Marelo” e proprietário da concessionária, também era investigado por lavagem de dinheiro, oriundo de tráfico de drogas e crimes ligados à facção criminosa PCC. Diego Lopes era um amigo.

Motivação

Segundo informações da corporação, os acusados agiram mediante promessa de pagamento de R$ 1.500 e outros valores ainda a serem combinados. O veículo utilizado no crime, um Hyundai/HB20, cor branca, era roubado e foi queimado após o crime.

O automóvel foi abandonado em uma mata no setor Rosa dos Ventos, em Aparecida, conforme informações da PC. Lá, foi encontrado o cartão bancário do proprietário do carro.

Investigação

Após a prisão, Bruno confirmou participação no roubo do veículo e indicou o comparsa Jack Nicholson como o outro atirador. Nicholson, que teve o 3º mandato de prisão expedido, por sua vez, só disse ter participado da subtração do carro.

A investigação, que ainda prossegue, tenta individualizar os mandantes do homicídio.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.