Diego Hypolito é impedido de ir a “Faustão” e apresentador ataca Comitê Olímpico

Logo depois, o atleta desmentiu Faustão pelas redes, mas apagou publicação em seguida

Reprodução/TV Globo e COB

Reprodução/TV Globo e COB

O apresentador Fauto Silva acabou se metendo em mais uma confusão pela constante mania de falar demais. No último domingo (18), Faustão atacou, ao vivo, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) logo após o ginasta Diego Hypólito ter desistido, em cima da hora, de participar de seu programa dominical.

Ao lado da irmã Daniele, Diego estava escalado para participar do quadro “Ding Dong”, mas acabou não entrando no palco, após receber uma ligação do comitê.

“Ele recebeu um telefonema de alguém do Comitê Olímpico Brasileiro, dizendo que não era para entrar aqui, que ele seria expulso das Olimpíadas. Jaime Praça (diretor do programa), manda ligar para o Arthur Nuzman, que é presidente da comissão para dar resposta à sociedade brasileira, porque este tipo de censura e punição a um atleta do nível do Diego que vem para um programa de televisão para uma competição musical e acaba ameaçado”, disparou o apresentador para as câmeras.

Logo depois, o atleta desmentiu Faustão pelas redes sociais, mas apagou a publicação em seguida. Na postagem, ele afirmou que seu foco sempre foi a disputa da Rio-2016, e garantiu que Nuzman nada tinha a ver com o episódio.

“Admiro muito o programa do Fausto, que sempre me tratou com o maior carinho, mas preciso esclarecer que o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, nada tem a ver com essa minha não participação no programa. Escrevo isso da minha conta pessoal do Instagram, para afirmar que sempre tive e tenho uma excelente relação com o COB, que vem me dando, junto com a CBG, as melhores condições de treinamento”, escreveu o ginasta.

Em nota, a assessoria de imprensa do COB garantiu que a decisão partiu de Marcos Goto, atual treinador de Diego Hypolito, mas ressalva que o atleta não havia pedido “autorização” para participar do programa.

“Por fim, esclarecemos que o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, foi ofendido injustamente, sem que tivesse qualquer participação no fato, uma vez que em nenhum momento foi consultado ou participou dessa decisão”, finaliza a nota.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.