Diário Oficial publica exoneração de ministros que serão candidatos

Alexandre Baldy (Cidades) e Henrique Meirelles (Fazenda) não estão na lista. Prazo para desincompatibilização é até sábado (7)

Nas fotos, Mendonça Filho (Educação), Fernando Coelho (Minas e Energia) e Leonardo Picciani (Esporte) | Fotos: Reprodução

O Diário Oficial da União desta sexta-feira (6/4) publicou a exoneração de ministros do governo do presidente Michel Temer (MDB) que deixam o cargo para se candidatar nas eleições de outubro.

Foram exonerados o ministro do Turismo, Marx Beltrão; da Educação, Mendonça Filho; do Desenvolvimento Social, Osmar Terra; de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho; do Esporte, Leonardo Picciani; e do Meio Ambiente, José Sarney Filho.

A exceção entre os ministros exonerados nesta sexta é Dyogo Oliveira, que não vai se candidatar a cargo eletivo e deixa o Ministério do Planejamento para assumir a presidência do Banco do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Duas exonerações aguardadas, porém, ainda não foram publicadas. A dos ministros goianos Alexandre Baldy (Cidades) e Henrique Meirelles (Fazenda). O primeiro assumiu o diretório do PP em Goiás e pode ser candidato à reeleição, apesar de apelos para que permaneça à frente da pasta até o final do ano.

Já Meirelles filiou-se ao MDB e tenta viabilizar candidatura à presidência da República, mas também pode decidir por permanecer chefe da Fazenda.

A lei eleitoral prevê que os ministros que quiserem concorrer nas eleições têm até o próximo sábado (7) para deixar os cargos, na chamada desincompatibilização.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.