Diante de investigação contra seu filho, Bolsonaro afirma: “Não vão me pegar”

Segundo ele, ações têm um único objetivo de atingi-lo, enquanto presidente da República

Nesta quinta-feira, 16, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) se posicionou sobre investigação contra seu filho, senador Flávio Bolsonaro (PSL), e disse: “Venham para cima, não vão me pegar”.

A fala foi feita durante visita do capitão aos Estados Unidos, em Dallas. Segundo ele, as investigações têm um único objetivo de atingi-lo, enquanto chefe do Executivo Federal.

Ele chegou a dizer que o Ministério Público estaria fazendo um “esculacho” em cima de Flávio para prejudicar o Governo. 

As afirmações repercutem pedido de quebra de sigilo bancário pelo MP do Rio de Janeiro, que considera ter havido crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa no gabinete do senador no período em que ele era deputado estadual do Rio, entre 2007 e 2018.

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.