A deputada estadual, Vivian Naves (PP), foi um dos destaques em produção legislativa no parlamento estadual durante o ano de 2023. Durante os primeiros 12 meses como ocupante de um cargo eletivo, Vivian conseguiu emplacar a aprovação de cinco projetos na Casa de Leis de Goiás, o que já deixou claro sua boa capacidade de construir caminhos nos bastidores.

Ao todo, a deputada já apresentou 30 projetos de lei, finalizou 115 relatórios, foi a protagonista de audiência pública, seminário e sessões solenes, além de dar à Comissão de Assistência Social uma roupagem de representa direta das mais diversas entidades que realizam trabalhos por todo o estado no amparo a pessoas em vulnerabilidade social.

Para 2024, a parlamentar explica que o objetivo é expandir ainda mais a abrangência de suas áreas de atuação. “Fui muito bem recebida na ALEGO e os projetos que já conseguimos aprovar deixam muito claro que os colegas deputados, quando percebem que o intuito da proposição é realmente o de ajudar os goianos, as coisas andam. Estou muito motivada e tenho absoluta certeza que nossos números no fim deste ano serão ainda melhores”, projetou.

Vivian tem como marca em sua vida pública programas sociais como primeira-dama de Anápolis que vêm transformando a realidade local. Ela explica que a ideia no segundo ano como deputada é trabalhar para, a partir dessa referência, levar muito destas ideias para o estado e disse contar com o parceria do Governo do Estado para isso.

“A primeira-dama de Goiás, Gracinha Caiado, é muito minha parceria e tem feito um trabalho incrível. A partir do parlamento, tenho tentado contribuir com aquilo que já fizemos e acertamos em Anápolis. Tenho tido essa porta aberta no Governo do Estado e nosso intuito é criar mecanismos para acolher famílias que estejam precisando deste amparo, mulheres vitimas de violência, jovens em vulnerabilidade e fortificando estes pilares o Poder Público será muito beneficiado”, comentou.

A partir da destinação de mais de R$ 11 milhões da deputada, a cidade de Anápolis ganhara a primeira UPA especializada em atendimento de pronto-socorro exclusivo de mulheres, um projeto único no país. “Esse é uma ação que sonhamos espalhar pelo estado. Temos muitas clínicas das mulheres pelo país, mas uma estrutura médica de emergência só para o público feminino representará um salto muito significativo para a rede SUS. Vamos lutar por isso”, garantiu.