Desmatamento no Cerrado volta a crescer em 2020

Além do Distrito Federal, Maranhão foi o que mais desmatou no período de um ano

Segundo o monitoramento anual feito pelo sistema Prodes, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), entre agosto de 2019 e julho de 2020 o desmatamento no Cerrado foi de cerca de 7,3 mil km², um aumento de 12,3% em relação ao mesmo período do ano anterior.

As informações atualizadas no site do Inpe ainda não foram divulgadas oficialmente pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). “O Inpe está cumprindo o seu papel de tornar a informação pública e transparente. Qualquer um pode acessar e verificar os dados”, comentou o coordenador do Prodes, Claudio Almeida.

Dos 11 estados que abrigam o bioma, além do Distrito Federal, Maranhão foi o que mais desmatou entre meados de 2019 e meados de 2020, com 1,8 mil km² (quase 25% do total). Tocantins (21%), Bahia (12,5%), Mato Grosso (10%) e Goiás (10%) vêm na sequência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.