Desfile de 7 de setembro é marcado por manifestações contra e a favor de Temer

Em Brasília, grupos gritaram “Fora, Temer” e outros responderam “Fora, comunistas”. Não foram registrados embates ou incidentes mais graves

Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

Esta é a primeira aparição de Temer oficialmente como Presidente da República | Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

O desfile cívico-militar de 7 de Setembro em Brasília (DF) foi marcado por protestos, assim como no restante do país. Na capital federal, grupos contrários e favoráveis ao presidente Michel Temer (PMDB) de manifestaram durante o evento que celebrava os 194 anos da Independência do Brasil.

Quando Temer chegou ao palanque oficial, foi recebido por gritos de “Golpista!” e “Fora, Temer!”. Parte da plateia, no entanto, resolveu revidar com “Fora, comunistas” e “A nossa bandeira jamais será vermelha”. Os grupos contrários levaram faixas, enquanto os favoráveis levantavam bandeirinhas do Brasil. Os seguranças foram orientados a retirar pessoas com faixa, mas não os que apenas gritavam.

Esta foi a primeira vez que Temer apareceu em público no Brasil depois de ter sido oficialmente empossado como presidente. Desde que assumiu o cargo, após o impeachment de Dilma Rousseff (PT) na última quarta-feira (31/8) diversos grupos protestam nas principais capitais brasileiras contra o peemedebista.

Temer adotou uma postura mais contida para sua aparição. Ele não usou a faixa presidencial e optou por ir ao evento em um carro fechado, em vez do  tradicional Rolls Royce conversível utilizado pelo Chefe da República.

Em entrevista à Agência Brasil, os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha (PMDB) e o secretário-geral da presidência, Geddel Vieira Lima, minimizaram o impacto das manifestações, considerando-as normais. Para Padilha, o protesto não surpreendeu: “A dimensão é de 18 pessoas em 18 mil. Vocês já ouviram falar em uma democracia em que não haja liberdade de manifestação?”.

Geddel, além de considerar as manifestações normais, alfinetou a imprensa, dizendo que os repórteres não focam, por exemplo, nas pessoas aplaudindo, vestidas de verde e amarelo. “Vocês não perguntam isso. Perguntam sobre o Fora Temer”, criticou. (Com informações da Agência Brasil)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.