Desaprovação a governo Temer cresce e atinge 77%, mostra pesquisa

A opinião pública sobre Renan Calheiros e Sérgio Moro também foi analisada: enquanto o senador é rejeitado por 79% dos brasileiros, o juiz é aprovado por 66% das pessoas

Foram divulgados, nesta sexta-feira (23/12), os dados do Pulso Brasil — monitoramento mensal da opinião pública realizado pela Ipsos — sobre a avaliação do governo federal. Segundo a pesquisa, 77% dos brasileiros desaprovam a forma como o presidente Michel Temer (PMDB) vem atuando no país, ante 72% em novembro e 59% em outubro.

A Ipsos também mediu a avaliação da gestão do governo. Enquanto em novembro 52% faziam uma má avaliação, o índice subiu para 62% em dezembro. “O aumento da desaprovação a Temer é fruto da combinação da falta de perspectivas concretas de melhora da economia mas, principalmente, da deterioração da imagem de seu governo causada pelas delações das investigações da Lava Jato que vêm atingido figuras importantes desse governo”, afirmou Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos Public Affairs, responsável pelo Pulso Brasil.

Esta edição da pesquisa ainda coletou dados sobre o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que é avaliado negativamente por 79% dos brasileiros (contra 62% no último mês). Outra figura pública avaliada foi o juiz Sérgio Moro, que está a frente da Operação Lava Jato. Dois em cada três entrevistados (66%) disseram apoiar o magistrado: um índice de aprovação 12 pontos percentuais à frente do de novembro (54%).

A pesquisa Pulso Brasil, da Ipsos, foi realizada de 30 de novembro a 12 de dezembro, com 1.200 entrevistas presenciais em 72 cidades brasileiras. A margem de erro é de três pontos percentuais.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Laura

Só mesmo um analfabeto político pode defender esse governo ilegítimo. Estamos na pior e sem dúvida retroagindo à tempos impensados. Pobre Brasil.

maria

as mídias tem que entender que o Povão pode ser leigo mas
não é burro….falei…viva meu povo trabalhador marginalizado e escravizado
pelas Elites Cleptocratas