Derrotado nas eleições, PT inicia discussão sobre futuro da legenda em Goiás

Deputado federal Rubens Otoni promoveu, neste sábado (5), plenária para tratar sobre os próximos passos do Partido dos Trabalhadores no Estado

Deputado federal Rubens Otoni | Foto: Divulgação / Facebook

Deputado federal Rubens Otoni | Foto: Divulgação / Facebook

O deputado federal Rubens Otoni (PT) promoveu, na manhã deste sábado (5/11), na Assembleia Legislativa de Goiás, plenária estadual de seu mandato. Na oportunidade, os correligionários do parlamentar discutiram as eleições municipais de 2016 e começaram a tratar propostas para o próximo período.

Na disputa deste ano, o Partido dos Trabalhadores, que tinha 17 prefeituras no Estado, saiu com apenas três, e, em Goiânia, não conseguiu eleger nenhum vereador. Para Rubens, o cenário é reflexo do momento delicado pelo qual passa o partido nacionalmente. Mas avalia não ser momento para desânimo.

Em entrevista ao Jornal Opção, logo após o encontro deste sábado, o petista afirmou que a atual crise política não escolhe legendas e abrange toda classe política. “Vivemos um momento delicado do PT e o resultado das urnas expressa essa dificuldade, mas nada vem nos desanimar. Enganam-se aqueles que acreditam que a crise atinge apenas ao PT”, afirmou.

“Não existe hoje no País apenas um sentimento anti-PT, existe crescendo no País um sentimento antipolítica. E isso faz com que as pessoas para se viabilizar como políticos tenham que se apresentar como antipolíticos, negando sua viabilidade política”, destaca.

Sobre o resultado da plenária deste sábado, Rubens reitera que o encontro serviu para mostrar à militância a necessidade da formação política e também de novos líderes, visando eleições futuras. As deliberações, lembra ele, serão levadas para reunião do diretório regional do PT no dia 19 de novembro e para o encontro estadual da legenda, marcado para o dia 3 de dezembro.

Deixe um comentário