Deputados voltam a discutir e Lissauer suspende a sessão para intervir e “colocar um ponto final”

Presidente da Casa entende que as brigas pessoais dos parlamentares estão atrapalhando a celeridade e a tramitação dos projetos  

Em meio a nova discussão entre os deputados Amauri Ribeiro (Patriota) e Major Araújo (PSL), o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB), suspendeu a sessão por 15 minutos para uma conversa com os parlamentares, que continuam levando assuntos pessoais para a tribuna e seguem atrapalhando as discussões e as votações na Casa. A suspensão e a convocação dos parlamentares aconteceram na tarde desta quarta-feira, 15, depois de mais um dia de troca de ofensas pessoais, incluindo ameaças e xingamentos.

Na sessão, Amauri voltou a chamar Major Araújo de “canalha”. O Major retribuiu, o chamando de “frouxo” e esta nova discussão foi o estopim para uma nova intervenção de Lissauer. Como adiantado pelo Jornal Opção, o presidente da Casa já tentou intervir no desentendimento entre os parlamentares anteriormente, durante as primeiras discussões após a divulgação do vídeo do deputado Humberto Teófilo (sem partido).  

Após esta nova discussão era possível ver uma Assembleia mais quieta, sem discussões e em silêncio. Foi justamente neste momento que o presidente da Casa interviu, suspendeu a sessão por 15 minutos, e convocou os parlamentares para uma reunião no gabinete. Foi a primeira intervenção pública de Lissauer sobre as discussões dos parlamentares. O presidente exigiu respeito e harmonia para cumprir o regimento interno da Casa, que não estaria sendo cumprido pelos dois parlamentares e que isso estaria colocando em constrangimento na gestão.  

“Não aceito mais que subam na tribuna e para ofensas pessoais, com palavras que ofendam pessoalmente a integridade moral de qualquer um dos deputados. Vou tomar as atitudes com a força que tem a Mesa Diretora e que o Regimento Interno da Casa o proporciona”, acrescentou o socialista. Ele reitera que é preciso que os parlamentares tenham bom senso para colocar “um ponto final nesta situação”. 

“Estamos aqui para votar matérias de interesse da população de Goiás. Temos ideias e votos diferentes. Isso faz parte do parlamento, estamos aqui para respeitar e votar estas matérias, que estão travadas por causa de brigas pessoais, que estão afetando a celeridade da tramitação das matérias nesta Casa”, discursou o presidente. 

Entenda a briga

A discussão entre os dois parlamentares começou na última quarta-feira, 8, após a divulgação de um vídeo do deputado Humberto Teófilo. O parlamentar nomeia 25 deputados que votaram a favor de uma matéria supostamente impede a redução do ICMS dos Combustíveis, texto este que não foi votado na Casa.

Após a reunião os deputados voltaram e a sessão seguiu normalmente. Até o momento não houve pronunciamento dos parlamentares citados.  

Uma resposta para “Deputados voltam a discutir e Lissauer suspende a sessão para intervir e “colocar um ponto final””

  1. Avatar Geraldino Rodrigues Braga disse:

    Boa Tarde , um verdadeiro absurdo essa taxa de contribuição no salario dos aposentados. único estado do Brasil, mas acredito que os deputados que votaram a favor vão receber a recompensa nas próximas eleições. afinal porque contribuir se não tem direito a outra aposentadoria? será que é assim também para os políticos?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.