Deputados retiram assinaturas de indicação de Cláudio Meirelles ao TCM

Votação de novo conselheiro do Tribunal deve ocorrer ainda nesta quinta-feira (16), no plenário da Assembleia Legislativa

Deputado estadual Cláudio Meirelles | Foto: Marcos Kennedy

Deputado estadual Cláudio Meirelles | Foto: Marcos Kennedy

Os deputados Renato de Castro (PT), Lincoln Tejota (PSD) e Sérgio Bravo (Pros) retiraram nesta quinta-feira (16/4), suas assinaturas do requerimento que indica o deputado Cláudio Meirelles (PR) ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Desta forma, o deputado não pode mais ser indicado ao cargo, já que o documento necessita de 14 assinaturas.

Na tarde desta quinta-feira, o presidente da Assembleia Legislativa, Hélio de Sousa (DEM), leu um documento comunicando a retirada das assinaturas dos três deputados citados, que não concederam mais explicações. Hélio leu ainda um documento explicando que a assinatura do deputado Daniel Messac (PSDB) não poderia ser computada, já que voltou à suplência após o retorno de Valcenor Braz (PTB) à Casa.

Cláudio garante que apresentará recurso para reverter a retirada das assinaturas. De acordo com ele, o requerimento foi apresentado na última quarta-feira (15), indicando o parlamentar à vaga de conselheiro após aposentadoria de Virmondes Cruvinel, pai do deputado do PSD que leva o mesmo nome.

Sem a indicação de Cláudio Meirelles protocolada, resta apenas o ex-deputado Joaquim de Castro, indicado para o cargo pelo líder do governo, José Vitti (PSDB). A substituição de Virmondes deve ser decidida ainda nesta tarde, em votação secreta no plenário da Assembleia. (Com informações da Assembleia Legislativa de Goiás)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.