Deputados retiram assinaturas de indicação de Cláudio Meirelles ao TCM

Votação de novo conselheiro do Tribunal deve ocorrer ainda nesta quinta-feira (16), no plenário da Assembleia Legislativa

Deputado estadual Cláudio Meirelles | Foto: Marcos Kennedy

Deputado estadual Cláudio Meirelles | Foto: Marcos Kennedy

Os deputados Renato de Castro (PT), Lincoln Tejota (PSD) e Sérgio Bravo (Pros) retiraram nesta quinta-feira (16/4), suas assinaturas do requerimento que indica o deputado Cláudio Meirelles (PR) ao Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Desta forma, o deputado não pode mais ser indicado ao cargo, já que o documento necessita de 14 assinaturas.

Na tarde desta quinta-feira, o presidente da Assembleia Legislativa, Hélio de Sousa (DEM), leu um documento comunicando a retirada das assinaturas dos três deputados citados, que não concederam mais explicações. Hélio leu ainda um documento explicando que a assinatura do deputado Daniel Messac (PSDB) não poderia ser computada, já que voltou à suplência após o retorno de Valcenor Braz (PTB) à Casa.

Cláudio garante que apresentará recurso para reverter a retirada das assinaturas. De acordo com ele, o requerimento foi apresentado na última quarta-feira (15), indicando o parlamentar à vaga de conselheiro após aposentadoria de Virmondes Cruvinel, pai do deputado do PSD que leva o mesmo nome.

Sem a indicação de Cláudio Meirelles protocolada, resta apenas o ex-deputado Joaquim de Castro, indicado para o cargo pelo líder do governo, José Vitti (PSDB). A substituição de Virmondes deve ser decidida ainda nesta tarde, em votação secreta no plenário da Assembleia. (Com informações da Assembleia Legislativa de Goiás)

Deixe um comentário