Deputados goianos se mostram favoráveis à mudança nas datas das eleições

Primeiro turno ocorrerá em 15 de novembro e o segundo turno em 29 de novembro

Promulgada no dia 2 de julho pelo Congresso Nacional, a Emenda Constitucional que adiou as eleições municipais, de outubro para novembro, foi bem recebida pelos deputados estaduais da Assembleia Legislativa de Goiás.

O líder do governo na casa legislativa, o deputado Bruno Peixoto (MDB) diz que o adiamento das eleições é bom para evitar aglomerações.

Alysson Lima (Solidariedade) diz que termos eleitorais, não muda muita coisa, porque o importante é ter o processo eleitoral este ano para consolidar os mecanismos democráticos, com eleição municipal a cada quatro anos. “Então encaro com tranquilidade essa mudança de data. Nos próximos meses, a população vai absorver essa mudança”, diz.

Já o deputado Delegado Eduardo Prado (DC) avalia que é importante ter prorrogado a data das eleições, pois a situação da pandemia é grave. “É um momento atípico no Brasil e no mundo. Então, foi salutar essa mudança da Câmara dos Deputados. O momento é de focar e combater a doença que pega todos, de forma atípica”.

Mudanças

Segundo a Emenda, o primeiro turno ocorrerá em 15 de novembro e o segundo turno, nas cidades onde ele existir, em 29 de novembro. As datas anteriores eram 4 e 25 de outubro.

A campanha eleitoral, que teria início em 16 de agosto, agora só começa dia 26 de setembro. Todos os demais eventos do Calendário Eleitoral, originariamente previstos, ficam prorrogados por quarenta e dois dias. Os deputados estaduais da Alego dizem que o adiamento da eleição, em seis semanas, ocorre atendendo a recomendações de especialistas e entidades médicas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.