Deputados goianos se alinham a taxistas contra Uber

José Nelto (PMDB) e Jean (PHS) prometeram, em reunião realizada nesta sexta-feira (31) criar um projeto que proíba o aplicativo, que não é regulamentado por lei

| Fotos: Marcos Kennedy

Os deputados Jean (à esq.) e José Nelto (à dir.) irão se reunir com os taxistas também em audiência pública na próxima sexta-feira (7)| Fotos: Marcos Kennedy

Os deputados estaduais José Nelto (PMDB) e Jean (PHS) se reuniram com taxistas de Goiânia e da região metropolitana nesta sexta-feira (31) para discutir a implantação do aplicativo Uber na cidade. Os dois parlamentares se declararam abertamente contra o Uber e prometeram se mobilizar para proibí-lo.

O Uber é um aplicativo em que o usuário pode contratar um motorista para fazer uma corrida com preços inferiores ao dos táxis convencionais. Ele já funciona em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte e Brasília, e os taxistas exigem sua proibição, já que os funcionários do aplicativo não estão sujeitos aos mesmos impostos e obrigações dos profissionais.

Em entrevista, José Nelto se disse contra o aplicativo. “Vamos fazer uma grande mobilização para mostrar que o aplicativo não é regulamentado, desemprega milhares de taxistas e cria conflito imensurável”, pontuou ele. Em entrevista ao Jornal Opção Online, na quarta-feira (29), José Nelto já havia feito críticas similares: “Não tem norma jurídica, não pagam impostos e querem desempregar uma categoria secular”.

Os parlamentares e taxistas voltam a se reunir na segunda-feira (3) e participarão de uma audiência pública marcada para a próxima sexta-feira (7). José Nelto aproveitou a ocasião para reiterar a necessidade de os taxistas também se modernizarem, investindo em humanizar o atendimento ao cliente e apostando nas novas tecnologias.

 

 

2 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Epaminondas

Quer saber outra coisa que desemprega mais taxistas do que o Uber? A limitação que as prefeituras impõe em liberar licenças de táxi, beneficiando os que já a possui com uma bela reserva de mercado.

Eu sinceramente me surpreendo que, com nossa classe política, ainda não tenhamos postes a gás nas cidades brasileiras. Pois quando adotamos a energia elétrica, imagina quando acendedores não foram para o olho da rua?

Vamos trocar o uso social de smartphones, mobilidade e conectividade por uma reserva de mercado. Quem sabe isto não inspira os dois vereadores acima a trazer de volta os postes à gás?

Osvaldo

Quero informa-lo que em Goiânia só é possível possuir uma permissão de taxi por CPF, não sendo possível “beneficiar os que já possui” como disse.

Epaminondas

E quantos novos CPFs são liberados por ano?

Vinicius Maciel

Esses deputados sao completamente monopolistas e estatistas. eles deveriam entender que o uber trará concorrencia e melhoria de precos para a populao, considerando que acaba com o monopolio e o cartel dos taxis. a bem da verdade, esses deputados representam uma categoria, no caso os taxistas, e nao o povo.