Deputados do MDB sobem na tribuna e pedem desfiliação de dissidentes

Ato organizado por lideranças emedebistas em apoio a Caiado repercutiu mal na sessão plenária desta terça (20)

Montagem/Alego

O ato organizado por lideranças do MDB em apoio à candidatura de Ronaldo Caiado (DEM) repercutiu na tarde desta terça-feira (20/3) durante sessão na Assembleia Legislativa de Goiás.

Os deputados emedebistas Paulo Cezar Martins e Wagner Siqueira usaram o expediente para criticar o evento e reforçar o nome do deputado federal Daniel Vilela como candidato do partido ao Poder Executivo goiano na eleição deste ano.

“Nós estamos buscando condições para que Daniel Vilela mostre ao MDB que tem sensatez política, condições de fazer alianças e de viabilizar um projeto de Governo para chamar a atenção da população. Estamos trabalhando para estabelecê-lo como candidato. Se ele não der conta, aí sim nós vamos discutir outra opção”, afirmou.

Para o deputado, prefeitos e vereadores dissidentes agem para criar conflitos dentro do partido e, por isso, sugeriu a desfliação dos mesmos. “O MDB tem que ser respeitado. Aqueles que não aceitam o Estatuto do partido, faça sua desfiliação e vá apoiar quem quiser”, finalizou.

No mesmo tom, Wagner Siqueira disse que não viu novidade no ato organizado pelos rebeldes. “Percebi que muitas pessoas disseram que grande parte do MDB deixaria suas fileiras para apoiarem um terceiro candidato. Ora, não vi nada de novo do que existia há quatro anos. Não se perde o que não se tem”, alfinetou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.