Deputados conseguem assinaturas para criação da CPI da Lava Jato

Parlamentar afirma que a comissão não irá perseguir, mas aprofundar as investigações acerca do comportamento do ex-juiz Sergio Moro e do coordenador da força-tarefa, Deltan Dallagnol

Após protocolarem na noite de quinta-feira, 12, um pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as supostas ilegalidades da Lava Jato, os parlamentares conseguiram e tiveram a confirmação do número de assinaturas necessárias para a instalação da CPI na Câmara Federal: 175 (171 eram necessárias).

O próximo passo é a aprovação do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para abertura. A deputada federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ) celebrou via Twitter a conferência das assinaturas.

“Depois de todas as denúncias que nós acompanhamos, era necessária uma resposta institucional para que algo, de fato, fosse feito e nós conseguimos assinaturas suficientes para abrir CPI na Câmara. A publicação já foi feita, então agora queremos a instalação imediata”, disse a parlamentar.

Jandira também garantiu que a CPI não irá perseguir, mas aprofundar as investigações acerca do comportamento do ex-juiz Sergio Moro e do coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, bem como daqueles que estão envolvidos nas denúncias. “Precisamos salvar a democracia brasileira”.

“Queremos investigar com direito a defesa e contraditório, pois é uma investigação equilibrada e séria que a Câmara quer fazer”, pontuou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.