Na Comissão Mista, deputados aprovam projeto que acaba com eleições da Goiasprev

Parlamentares da oposição criticaram projeto e se ausentaram do auditório para não votar texto

A Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) aprovou, nesta quarta, 13, o voto em separado do líder do Governo, deputado Bruno Peixoto (MDB), ao projeto de lei 624/2019, de autoria da Governadoria, que propõe alterações no texto da Lei Complementar 66, de 27 de janeiro de 2009, que instituiu a Goiás Previdência (Goiasprev).

Parlamentares da oposição criticaram o projeto e se ausentaram do auditório para não votar o texto. A matéria, segundo o parlamentar Lucas Calil (PSD), acaba com as eleições da Goiasprev para que Ronaldo Caiado (DEM) possa indicar o presidente. “Norte do governo é a incoerência. Não vou votar com o governo, dessa vez”, disse.

“A Goiasprev não é do governo. É do servidor. É maior do que os governos. Por isso nós vamos nos ausentar”, afirmou a deputada Lêda Borges (PSDB). Posteriormente, os 17 deputados presentes no plenário aprovaram o voto em separado do líder. O projeto original teve parecer favorável do relator Jeferson Rodrigues (PRB).

Após aprovação, Bruno Peixoto (MDB) agradeceu a cada deputado que deu quórum para apreciação da matéria. “O nosso governador pretende reduzir o custo administrativo da Goiasprev, mas para que o faça ele quer indicar o presidente. Acho extremamente justo”, sublinhou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Paulo

Que absurdo!!!

Alonso Thomé

Vcs falam em reduzir custos e não demite os comissionados do Tce pq? La só tem cargos altos e mordomia exagerada. Como entender?

Alonso Thomé

Pedimos providencias no Tce. A farra la e gd

Alonso Thomé

Inexplicável, o governador não demite os comissionados lá do Tce. Foi mote de sua campanha