Deputado propõe utilização de asfalto ecológico em obras estaduais

Segundo Francisco Jr, utilização do material traz vantagens não apenas para meio ambiente, bem como para a qualidade das vias asfaltadas

Deputado Francisco Jr. (PSD) | Foto: Y. Maeda

O deputado estadual Francisco Jr (PSD) apresentou na sessão desta terça-feira (3/4) na Assembleia Legislativa de Goiás, o projeto de lei que determina ao poder público estadual que na contratação de obras e serviços de pavimentação das vias públicas, deve inserir na licitação e no contrato, inclusive no projeto básico, exigência de utilização de asfalto-borracha em percentual da obra ou serviço.

Segundo informa o deputado, a utilização do asfalto ecológico traz vantagens não apenas para o meio ambiente, bem como para a qualidade das vias asfaltadas e do ponto de vista econômico. Sua alta durabilidade a longo prazo, acaba por diluir o investimento inicial, hoje estimado em 30% a mais do que a medida convencional, sendo o asfalto-borracha 40% mais resistente do que o asfalto convencional. Enquanto a pavimentação utilizando esta tecnologia ecológica dura, em média, 14 anos, o comum dura apenas 10 anos.

“A utilização do asfalto-borracha melhora, em muito, as propriedades e desempenho do revestimento asfáltico, aumentando aproximadamente 60% da vida útil do pavimento. Uma vez que se faz uso de pneus reciclados, se investe na defesa do meio ambiente, visando a conservação da natureza, defesa do solo e dos recursos naturais, proteção ao meio ambiente e o controle da poluição”, destaca Francisco Jr.

Será de responsabilidade do governo estadual atento às possibilidades de preço e do mercado, definir o percentual da obra ou serviço em que será exigida a utilização de asfalto-borracha.

Segundo estudos o asfalto ecológico “herda” as características dos pneus e garante muito mais estabilidade e aderência, justamente pelo contato da borracha do asfalto com a borracha dos pneus que estão nos veículos. O asfalto-borracha é formado por cimento asfáltico de petróleo modificado pela adição de borracha moída de pneus inservíveis, nessa mistura a borracha moída representa geralmente de 15% a 20% da massa do ligante.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.