Deputado desmente sindicato e diz que unidades do Vapt Vupt não serão fechadas

Sindipúblico iniciou nesta semana campanha contra o projeto do governo estadual que prevê a implantação de parceria público-privada (PPP) no sistema

Deputado Santana Gomes | Crédito: Marcos Kennedy

Deputado Santana Gomes | Crédito: Marcos Kennedy

Durante encaminhamento de voto em sessão plenária na tarde desta terça-feira (6/9), o deputado estadual Santana Gomes (PSL) defendeu o projeto de parceria público-privada (PPP) para o Vapt Vupt e desmentiu boatos de que o governo do Estado irá promover a desativação de dez unidades do sistema após firmar o novo método de gestão.

“O Sindipúblico soltou esta notícia e deixou os servidores preocupados. Mas isto jamais vai acontecer. O que existe é a possibilidade de privatizar algumas unidades para oferecer um serviço de melhor qualidade ao cidadão”, disse o parlamentar.

Ainda na terça (6), o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Goiás (Sindipúblico) comunicou por meio de suas redes sociais o início de uma campanha contra o projeto de PPP nas unidades do Vapt Vupt.

Em nota, a entidade informa que foi aprovada, durante assembleia geral da categoria, a paralisação de todas as unidades de atendimento na capital e no interior. Os trabalhadores argumentam que o projeto custará mais de R$ 4 bilhões, diminuirá a quantidade de atendentes nos postos de atendimento; além de colocar as informações pessoais de todos os cidadãos em risco.

“Esta proposta de PPP não apresenta nenhuma inovação e custará caro, além de diminuir a qualidade dos serviços prestados”, argumenta o Sindipúblico no comunicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.