Depois de Cláudia Leitte, crise também afeta agenda de shows de Sandy

Conforme colunista, a cantora cobra menos que Ludmilla e Nego do Borel, mas, ainda assim, não consegue emplacar apresentações

Reprodução

Reprodução

“A crise pegou Sandy Leah de jeito.” É o que garante nesta terça-feira (26/7) a colunista Fabíola Reipert em seu blog, no R7.  A cantora, que se apresentou no último mês em Goiânia, apesar do cachê convidativo, não possui shows marcados para o resto ano.

Segundo Fabíola, há quem diga que Sandy tem cobrado apenas R$ 20 mil por show, metade do que recebe o cantor Nego do Borel, e R$ 30 mil a menos do que a funkeira Ludmilla lucra.

A crise é tamanha que, segundo a colunista, Sandy teve que apelar para a Família Lima, da qual o marido Lucas faz parte. “Todos juntos fazendo shows pode atrair mais público”, explica Fabíola.

Por fim, além da baixa procura, a coluna também cita possíveis cancelamentos de shows por falta de venda de ingressos, problema já comum para outros artistas nacionais, como a baiana Claudia Leitte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.