Depois de chamar atleta transexual de homem, Bernardinho pede desculpas

Treinador do Sesc-RJ foi pego na leitura labial, após ponto da jogadora Tiffany, do Sesi-Bauru

“Um homem é f*”. Essa foi a frase dita pelo técnico do Sesc-RJ, Bernardinho, após a oposta Tiffany, do Sesi-Bauru, conseguir ponto explorando o bloqueio do time do ex-treinador da seleção, que acabou por perder a partida. Nesta quarta-feira, 27, ele se desculpou pelo comentário feito sobre a primeira atleta transexual a atuar no vôlei profissional do Brasil.

A frase, compreendida por leitura labial, foi flagrada pelo close das câmeras do SportTV. Um perfil de uma equipe de São Paulo, que prega a inclusão no esporte, replicou o trecho, com o seguinte texto:

“Hoje era para ser um dia feliz para comunidade LGBTQI! Tifanny está tendo uma bela segunda temporada de aceitação, onde a grande maioria finalmente entendeu que ela é uma mulher boa jogadora com dias bons e dias ruins como várias outras! Hoje ela e todo time do Bauru jogaram bem, algo que não aconteceu no jogo anterior, e mereceram a vitória classificatória na bola em quadra! Porém foi triste ouvir da boca de um técnico referência mundial, bicampeão olímpico, recordista em prêmios de Superliga que ela era um homem! ‘Um homem!’”

Desculpas

O treinador pediu desculpas na postagem e justificou que se referia à técnica da atleta. “Peço desculpas a todos. Não foi minha intenção de forma alguma ofendê-la, me referia ao gesto técnico e ao controle físico que ela tem, comum aos jogadores do masculino e que a maior parte das jogadoras não tem. Sempre trabalhei e tentei ajudar com meu trabalho diversos jogadores e jogadoras sem qualquer tipo de preconceito”, afirmou.

Ele ainda deu parabéns à jogadora, na postagem, e reforçou o pedido de desculpas. Tiffany marcou 28 pontos na vitória do Sesi-Bauru por 3 sets a 1. O resultado eliminou a equipe de Bernardinho das quartas de final da Superliga, pela primeira vez, desde a temporada 2004/05. O Sesc-RJ, inclusive, é o maior vencedor  do torneio, com 12 títulos.

O Sesi-Bauru é estreante em uma semifinal. A próxima partida será contra o atual campeão, o Praia Clube.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Regina Célia

Bernardinho nao disse nenhuma mentira pois nao se trata de sentir se homem ou mulher, trata-se Biologia pois nascemos homens ou mulheres. Muito mimimi desses eswuesquerdop.