Promotor goiano disse que o magistrado era “o maior laxante do Brasil” em referência aos habeas corpus que concede

Alvo de queixa-crime por parte do ministro Gilmar Mendes, o promotor goiano Fernando Krebs afirmou que irá convocar Joaquim Barbosa e o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot como suas testemunhas. As informações são da colunista Mônica Bergamo, do jornal “Folha de S. Paulo”.

[relacionadas artigos=”131033″]

No último mês, Krebs disse que o magistrado era “o maior laxante do Brasil” em referência aos habeas corpus que concede. Segundo a denúncia, o ministro pede que Krebs seja condenado por injúria e difamação qualificada. A pena chega a dois anos de prisão com a possibilidade de afastamento do cargo.

À Folha, Krebs afirma que seguirá exercendo o “direito à liberdade de expressão e crítica” e diz que o magistrado “deveria ser mais tolerante às críticas dos cidadãos do que em relação à concessão de habeas corpus, que foram por mim criticados”.

O Conselho Nacional do Ministério Público também apura se o promotor de Goiás cometeu infração disciplinar.