“Denúncia caluniosa”, diz vereador de Anápolis alvo de operação contra ‘rachadinha’

A Polícia Civil cumpriu 10 mandados de busca e apreensão no gabinete do vereador, nas residências e estabelecimentos dos demais envolvidos em suposto esquema de rachadinha

O vereador Luzimar Silva (PMN), alvo da operação Operação Split Pay, que investiga suposto crime de peculato, a famosa “rachadinha”, afirmou por meio de nota através das redes sociais que a denúncia é caluniosa e que “trabalha na prestação de serviços em favor da população de Anápolis, principalmente, dos mais carentes e necessitados”.

Segundo a nota divulgada pelo parlamentar, até momento não teve acesso ao conteúdo da “denúncia que culminou na operação de averiguação”. E, ainda, que o está à disposição da justiça e autoridades competentes. “O vereador apoia as medidas necessárias afim de apurar a denúncia caluniosa. E sabe que o quanto antes tudo será esclarecido, pois a verdade sempre prevalece e o mal nunca vencerá o bem”, escreveu.

Nesta quinta-feira, 12, a Polícia Civil do Estado de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap), cumpriu 10 mandados de busca e apreensão no gabinete do vereador Luzimar Silva e nas residências e estabelecimentos dos demais envolvidos em suposto esquema de rachadinha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.