Denício Trindade protocola denúncia contra Paulo Magalhães no conselho de ética

Trindade relata que foi empurrado por Magalhães mas que não revidou a agressão. Os dois parlamentares se desentenderam pela votação do projeto dos food trucks

O vereador Denício Trindade (SD) afirmou na manhã desta quarta-feira (15/6) que vai protocolar no conselho de ética denúncia contra o vereador Paulo Magalhães (PSD). Na sessão plenária da última terça-feira (14/6), os dois parlamentares foram protagonistas de uma confusão durante a votação do projeto de lei para regular os food trucks em Goiânia.

Os dois trocaram agressões verbais e tiveram que ser separados por outros parlamentares, o que fez com que o presidente da Câmara, Anselmo Pereira (PSDB) encerrasse a sessão e adiasse a votação do projeto.

Em entrevista ao Jornal Opção, Denício esclareceu que em momento algum agrediu o vereador. “Ele levantou o dedo para mim e eu pedi que abaixasse. Levantei o dedo para ele, que reagiu me empurrando. Já tenho a cópia da fita, está tudo gravado e vou apresentar as provas ao conselho”.

Em plenário, Paulo Magalhães pediu “desculpas à sociedade” na manhã desta quarta-feira (15/6), pela atitude agressiva, mas não se retratou com o colega vereador. A partir da denúncia, o conselho de ética da Câmara deve formar uma comissão especial para investigar o caso e Paulo Magalhães pode ser suspenso por quebra de decoro parlamentar.

A discussão teve início depois que o líder do prefeito na Casa, vereador Carlos Soares (PT) apresentou uma proposta de emenda ao Projeto de Lei para regulamentar cozinha móvel em Goiânia, os chamados food trucks. Colocado em votação mais uma vez nesta quarta (15), o projeto foi aprovado por unanimidade e a emenda rejeitada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.