Polícia de Goiás anuncia uma das maiores apreensões de drogas no Estado

Denarc desarticulou organização responsável por grande parte do abastecimento de drogas na capital e região metropolitana

Foto: André Saddi/Denarc

Foto: André Saddi/Denarc

Em uma operação denominada “Tiradentes”, policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), em conjunto com o Grupo Tático (GT 3), desarticularam uma organização criminosa de tráfico de drogas que, há pelo menos três anos, vinha abastecendo as bocas de fumo de Goiânia e região metropolitana.

Com os cinco integrantes da quadrilha, que foram presos na GO 060, os policiais apreenderam 2,7 toneladas de maconha e 630 quilos de insumos usados no refino de pasta de cocaína, além de duas camionetes produtos de roubos e um revólver de uso restrito.

De acordo com o delegado titular da Denarc, Alécio Moreira de Souza Júnior, esta foi a maior apreensão realizada este ano e uma das maiores da história da unidade especializada. Os prejuízos para a organização criminosa, conforme destacou o delegado, são superiores a R$ 2,5 milhões.

“Destaco a excelência do trabalho da nossa equipe que vem, desde janeiro, fazendo uma investigação minuciosa na identificação desse grupo”, disse Alécio Moreira, justificando que várias viagens foram feitas ao Estado de Paraná até que se pudesse mapear e chegar a essa apreensão.

Segundo o titular da Denarc, as investigações começaram a partir de pequenas apreensões de drogas na região do Jardim Petrópolis, em Goiânia, em que se identificou Ildes José Marques Júnior, 31 anos, como o líder da organização que mensalmente trazia grande quantidade de drogas do Paraná.

Suspeitos foram apresentados na manhã deste sábado | Foto: André Saddi

Suspeitos foram apresentados na manhã deste sábado | Foto: André Saddi

Ildes tem passagens pela polícia por crimes de estelionato e também de descaminho, que é a venda no país de produtos sem nota fiscal. Para o carregamento deste mês, Ildes, que era responsável por providenciar dinheiro e veículos para o transporte da carga, viajou ao Paraná e lá ficou oito dias, negociando com os traficantes.

Os outros quatro integrantes da organização viajaram depois para aquele Estado para providenciarem o embarque e transporte da droga. São eles: Gustavo Henrique Vieira de Paula, 21 anos, com passagens pela polícia por roubo, posse de arma, falsidade ideológica e uso de documento falso; Simeir Vinícius Ferreira Silva, 22 anos, com duas passagens por roubo, estelionato e adulteração de sinal identificador de veículo; Jeverson Pereira dos Santos, 40 anos, sem registros criminais; e Rodrigo Fernandes, 24 anos, também sem passagem anterior.

Os traficantes entenderam que o período do feriado prolongado de Tiradentes seria um momento propício para voltarem à Goiânia com o carregamento, uma vez que o grande fluxo de veículos nas rodovias facilitaria que o comboio passasse despercebido pelas barreiras.

Por volta de 17 horas, desta sexta-feira (22), eles foram abordados e presos próximo à Trindade, na GO 060, em uma camionete S10, uma Toyota Hilux e um Fiesta Sedan Preto. Dirigiam as camionetes, Gustavo e Vinícius, enquanto o chefe da quadrilha, Ildes José Marques Júnior, conduzia o Fiesta com os outros dois comparsas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.