“Demorou”, diz Magda Mofatto sobre processo de impeachment

Deputada federal pelo PR de Goiás, a parlamentar defende a aceitação do impedimento devido à instabilidade política e financeira do País

Deputada federal eleita, Magda Mofatto (PR) / Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Deputada federal Magda Mofatto / Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção/Arquivo

Com informações de Sarah Teófilo

“É um anseio popular muito grande. Todos sabem que a situação política e econômica do País está das piores. Não tem perspectiva de melhora. Nós todos queremos a mesma coisa: estabilidade e condições de governabilidade.”

Esta é a avaliação da deputada federal Magda Mofatto (PR) ao repercutir em entrevista ao Jornal Opção nesta quinta-feira (3) a aceitação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

A parlamentar considera que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), demorou a aceitar o processo de impedimento. “Independente do sentimento dele ou não. A pior coisa que existe é a indefinição. É ruim em qualquer situação, contraproducente”, diz ela, sem emitir posicionamento sobre o pedido.

A goiana continua: “A saída dela resolve um problema ou não? Suponha que não fosse dela a culpa apontada no processo. Qualquer um que tivesse ganhado [as eleições de 2014] estaria enfrentando os mesmos problemas, causadas pelo governo do ex-presidente Lula”.

Desde as 14 horas desta quinta-feira a mesa diretora da Câmara lê a aceitação de abertura do processo de impedimento da presidente, acatado por Cunha no início da noite de ontem.

Leia mais:
Dilma diz que recebeu com indignação abertura de processo de impeachment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.