Deltan Dallagnol recusa convite para ir à Câmara

Segundo presidente da Comissão de Direitos Humanos, “seria uma oportunidade para dar esclarecimentos à sociedade, mas ele se negou”

Foto: Pedro Salazier

Para Helder Salomão (PT-ES), presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, a recusa de Deltan Dallagnol em participar de encontro com o colegiado, nesta terça, 9, é “lamentável”. O convite foi feito para que o procurador da Lava Jato em Curitiba falasse sobre as supostas trocas de mensagens reveladas pelo The Intercept.

“Seria uma oportunidade para dar esclarecimentos à sociedade, mas ele se negou. É um sinal muito ruim. Estranhamos esse argumento de que ele responde por questões técnicas apenas. Foi uma decisão pública dele. É um servidor público e deve explicações à sociedade”, pontuou o deputado federal.

Segundo o presidente da Comissão, o colegiado contatou Deltan, por meio de sua assessoria, nesta segunda, 8. As informações são da Coluna Radar, da Veja.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.