Delegado do caso Marielle é afastado e substituto conduzirá segunda etapa da investigação

Polícia Civil do Rio de Janeiro deverá apontar um novo nome na semana que vem

Delegado responsável pela primeira etapa de investigações do caso Marielle,
Giniton Lages / Foto: Daniel Ramalho AFP / jornal O Globo

Responsável pela condução das investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, o delegado Giniton Lages será afastado da condução do caso. As informações foram divulgadas na manhã desta quarta-feira, 13, pelo jornal O Globo.

O próximo passo será indicar um novo substituto para conduzir a segunda etapa das investigações. Ainda não se sabe quem irá assumir. O nome será indicado pelo delegado Marcus Vinícius Braga da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Relembre o caso

O crime ocorreu há poucos quilômetros de distância da casa de Marielle. Treze disparos foram realizados contra o carro da vereadora, um chevrolet Agile. Quatro deles, atingiram a cabeça de Marielle e três as costas de Anderson que conduzia o veículo. Ambos morreram no local.

A Operação Lume cumpre mandados de busca e apreensão em diversos pontos do Rio de Janeiro. Agentes buscam na última terça-feira, 12, por documentos, equipamentos eletrônicos, armas e outros objetos na casa de suspeitos apontados pela investigação.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.