Definidas chapas governistas e oposicionistas para comissão do Impeachment

Grupo contra saída da presidente tem 47 nomes, enquanto partidos da oposição e dissidentes reuniram 39 parlamentares

Oposicionistas e dissidentes registram chapa avulsa, contra a presidente | Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

Oposicionistas e dissidentes registram chapa avulsa, contra a presidente | Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

Governistas e oposicionistas já protocolaram as chapas que concorrerão às vagas da Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). O grupo contra o impedimento de Dilma reuniu 47 deputados, enquanto a oposição e dissidentes apresentaram 39 nomes.

A eleição será realizada durante a noite desta terça-feira (8/12) e será secreta, realizada eletronicamente. A decisão de manter os votos em sigilo partiu do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A votação secreta é assunto de discordância entre os deputados na sessão ordinária do dia.

Após a decisão desta terça-feira, será realizada outra, para preencher as vagas restantes: 18, caso vençam os governistas; e 26, caso os oposicionistas saiam vencedores.

O grupo oposicionista se reúne em uma chapa chamada Unindo o Brasil, que aglutina parlamentares de treze partidos que querem a saída de Dilma. Na chapa, estão inclusive nomes de legendas que fazem parte da base governista, como o PMDB.

O PSC, por exemplo, indicou os nomes de Eduardo Bolsonaro (SP) e Marco Feliciano (SP) para grupo governista, mas os dois parlamentares se colocaram na chapa Unindo o Brasil.

A função da comissão é analisar o processo protocolado por Helio Bicudo, Miguel Reale Júnior e Janaina Paschoal, e elaborar parecer pelo arquivamento ou abertura do processo de impeachment. Caso os parlamentares apoiem a continuidade, a questão vai ao plenário e precisa da aprovação de 342 dos 512 deputados para seguir ao Senado.

Confira todos os parlamentares que fazem parte de cada chapa:

Grupo governista

PT
Arlindo Chinaglia (SP)
Henrique Fontana (RS)
José Guimarães (CE)
José Mentor (SP)
Paulo Teixeira (SP)
Sibá Machado (SP)
Vicente Cândido (SP)
Wadih Damous (RJ)

PMDB
Celso Maldaner (SC)
Daniel Vilela (GO)
Hildo Rocha (MA)
João Arruda (PR)
José Priante (PA)
Leonardo Picciani (RJ)
Rodrigo Pacheco (MG)
Washington Reis (RJ)

PTB
Cristiane Brasil (RJ)
Pedro Fernandes (MA)
Zeca Cavalcanti (PE)

PP
Eduardo da Fonte (PE)
Fernando Monteiro (PE)
Iracema Portella (PI)
Roberto Britto (BA)

PMN
Antônio Jácome (RN)

PTN
João Bacelar (BA)

PRB
Jhonatan de Jesus (RR)
Vinicius Carvalho (SP)

PEN
Junior Marreca (MA)

PR
Aelton Freitas (MG)
Lúcio Vale (PA)
Marcio Alvino (SP)
Maurício Quintella (AL)

PSD
Diego Andrade (MG)
Irajá Abreu (TO)
Júlio César (PI)
Paulo Magalhães (BA)

PROS
Givaldo Carimbão (AL)
Hugo Leal (RJ)

PV
Sarney Filho (MA)

PDT
Afonso Motta (RS)
Dagoberto (MS)

PSOL
Ivan Valente (SP)

PCdoB
Jandira Feghalli (RJ)

PTC
Uldurico Júnior (BA)

PTdoB
Sílvio Costa (PE)

PMB
Valtenir Pereira (MT)

REDE
Alessandro Molon (RJ)

 

Grupo oposicionista

PSDB
Carlos Sampaio (SP)
Bruno Covas (SP)
Nilson Leitão (MT)
Valdir Rossoni (PR)
Shéridan Oliveira (RR)
Paulo Abi-Ackel (MG)

DEM
Mendonça Filho (PE)
Rodrigo Maia (RJ)

PPS
Alex Manente (SP)

PSB
Fernando Coelho (PE)
Bebeto Galvão (BA)
Danilo Forte (CE)
Tadeu Alencar (PE)

PSD
Sóstenes Cavalcante (RJ)
Evandro Roman (PR)
João Rodrigues (SC)
Delegado Éder Mauro (PA)

PMB
Major Olimpio (SP)

PMDB
Osmar Terra (RS)
Lúcio Vieira Lima (BA)
Lelo Coimbra (ES)
Carlos Marun (MS)
Manoel Júnior (PB)
Osmar Serraglio (PR)
Mauro Mariani (SC)
Flaviano Melo (AC)

PEN
André Fufuca (MA)

PHC
Kaio Maniçoba (PE)

PP
Jair Bolsonaro (RJ)
Jerônimo Goergen (RS)
Odelmo Leão (MG)
Luís Carlos Heinze (RS)

Solidariedade
Paulinho da Força (SP)
Fernando Francischini (PR)

PTB
Benito Gama (BA)
Ronaldo Nogueira (RS)
Sérgio Moraes (RS)

PSC
Eduardo Bolsonaro (SP)
Marco Feliciano (SP)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.