Defesa diz que vai recorrer à ONU contra condenação de Lula

Advogados do ex-presidente já recorreram à organização em julho de 2016 e, em outubro passado, o órgão internacional aceitou analisar a denúncia da defesa

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva informou que vai recorrer da decisão que condenou o petista a nove anos e seis meses de prisão tanto em instâncias superiores de tribunais brasileiros quanto na Organização das Nações Unidas (ONU).

“Estamos apelando e provaremos sua inocência em todas as cortes imparciais, incluindo as Nações Unidas”, afirmou um assessor do escritório Teixeira, Martins Advogados à agência de notícias France-Presse.

A defesa já recorreu à ONU em julho de 2016 e, em outubro passado, o órgão internacional aceitou analisar a denúncia da defesa.

Na sentença, dada nesta quarta-feira (12/7), Moro condenou Lula no caso do tríplex do Guarujá. Para Moro, Lula praticou corrupção, ao aceitar propina em forma do apartamento, e lavagem de dinheiro, por ocultar a propriedade do imóvel.

Apesar da decisão pela condenação a nove anos e seis meses de cadeia por corrupção e lavagem de dinheiro, o petista ainda pode recorrer e só chegará a ser preso caso o Tribunal Regional Federal (TRF) da Quarta Região de Porto Alegre (RS) referende o veredito.

 

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.