Defeito em refrigerador pode ter estragado mais de duas mil doses de vacinas contra Covid, gripe e outras doenças em Goiás

Equipamento superaqueceu e chegou a marcar 30º C no último domingo,16

Imunizantes que estavam no refrigerador | Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Em Paranaiguara, a 352 km de Goiânia, um freezer com defeito pode ter estragado mais de duas mil doses de vacinas contra Covid-19 e outras 18 doenças. O refrigerador superaqueceu e chegou a marcar 30º C no último domingo, 16.
Segundo Acácio Rodrigues, secretário de Saúde do município, uma recontagem das doses que estavam guardadas no equipamento, elevou para 875 doses contra Covid-19 e 630 contra influenza, além de 1.252 doses para outras doenças.

O técnico responsável pela manutenção do freezer irá realizar uma vistoria para identificar o problema da máquina. Já o Ministério Público irá ouvir funcionários e acompanhar as análises técnicas para apurar o caso.

As vacinas ficaram cerca de 20 horas fora da temperatura recomendada pelas fabricantes. Entre as doses, estavam unidades de Astrazeneca. Segundo a prefeitura, os imunizantes foram trocados de lugar assim que o problema foi percebido. As doses ainda serão analisadas para saber se devem ou não ser descartadas. A avaliação será feita pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) da Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz).

Segundo o Ministério da Saúde, a “perda operacional” de 5% das doses são previstas e, portanto, não serão respostas, caso sejam descartadas.

Caso semelhante

No Quirguistão, mil doses contra Covid-19 da Sputnik IV foram descartadas depois que uma pessoa desligou o refrigerador em que estavam armazenadas para carregar um telefone celular. O episódio ocorreu em abril, mas só foi divulgado agora. As vacinas eram parte de ajuda humanitária da Rússia à Ásia Central, que continha 20 mil doses.

O país atravessa a terceira onda do novo coronavírus e, segundo balanço oficial, já são registrados mais de 100 mil casos e 1.735 mortes pela doença. A população do Quirguistão é de 6,5 de pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.