“Decreto de calamidade financeira em Goiás é pouco coerente”, diz Barreto

Governo de Goiás convocou sessão extraordinária na Assembleia para votar projetos como Reforma Administrativa, Lei Orçamentária Anual e outros 

Foto: Marcos Kennedy

Ao comentar, nesta terça-feira, 22, sobre os projetos enviados à Assembleia Legislativa de Goiás pelo Executivo, que pretende aliviar a situação fiscal do Estado, o líder do PSDB na Casa, deputado Talles Barreto afirmou que é preciso muito dialógo para saber qual é a intenção do Governo.

“A gente não entende alguma coisas, como um Estado que já está pagando o salário de janeiro dos servidores está em calamidade financeira? Mesmo em crise, como outros estados do Brasil, Goiás ainda tem referencia em nível nacional”, disse o deputado.

Ele reconhceceu, no entanto, que a situação fiscal de Goiás realmente não não está boa. “As dificuldades existem e não são fáceis, e a gente sabe que qualquer governante para supera-las precisa se dedicar muito, seja com influência em Brasília, seja com medidas fortes para conter gastos e fazer os investimentos necessários. Mas a verdade é que até agora o governo tem muita reclamação e pouco trabalho”, afirmou Talles.

Ao ser questionado se é a favor do decreto de calamidade financeira que será votado nesta terça-feira, na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), Talles adiantou que vai fazer uma análise com sua equipe, “mas o decreto é um pouco incoerente, como eu falei anteriormente”.

Decreto

O governador Ronaldo Caiado (DEM) visitou a Assembleia nesta tarde para apresentar aos deputados a situação das contas do Estado e também defender a aprovação do decreto que institui a situação de calamidade financeira em Goiás.

Em entrevista à imprensa, ele deixou claro que respeita a decisão do Legislativo em relação à aprovação ou não do decreto de sua autoria. “É a Assembleia que tem a prerrogativa de aprovar ou não o decreto, assim como outros projetos que aqui forem apresentados. Cabe a mim, como governador do Estado, estar presente a todo momento necessário aqui nesta Casa, prestar esclarecimentos e defender os projetos que encaminhei e contar com o apoio e total independência dos 41 deputados”, disse.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Aninha Donizete

Deputado digno. Parabéns! Muito barulho do Caiado e nenhuma acao