Decisão da ANS impede reajuste em valores de planos de saúde por 120 dias

Com a suspensão, planos de todos os tipos não poderão sofrer inflação. Agência não descarta, porém, aumento compensatório no futuro

Em decisão proferida na noite desta sexta-feira, 21, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu por 120 dias a possibilidade de aumento nos valores de planos de saúde de todos os tipos. Com a decisão, ficam congelados os preços de planos individuais, familiares e coletivos.

A suspensão vale tanto para os reajustes anuais como para os aumentos decorrentes de mudança de faixa etária dos planos de assistência médica e exclusivamente odontológica. Os aumentos concedidos até agora, porém, não serão revistos.

Apesar do congelamento momentâneo, nota publicada pela ANS considera que medidas futuras para compensar os impactos na suspensão serão discutidas em reuniões futuras. Na ocasião, a agência decidirá se os planos poderão cobrar retroativamente os clientes a partir de janeiro.

Após pressão

A decisão da ANS ocorre um dia depois do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), afirmar que poderia pautar a votação de um projeto de lei para suspender o aumento das mensalidades em 2020 caso a ANS não tomasse a decisão. Segundo ele, reajustar um plano em 25% representa um desrespeito à sociedade em meio à pandemia do novo coronavírus. (Com informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.