Decepcionado, Major Araújo assegura: “Meu diálogo com o governo é quase zero”

Parlamentar espera que deputados não ‘vendam suas almas’ a troco de cargos. Para ele, isso seria repetir as práticas da gestão anterior

Major Araújo se diz decepcionado como governador Ronaldo Caiado | Foto: Jornal Opção
Deputado estadual Major Araújo (PRP) / Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (Dem), se reuniu recentemente com alguns deputados estaduais para articular a formação da base aliada na Assembleia Legislativa (Alego). Muitos participaram, outros, apesar de demonstrarem simpatia pelo governo e terem ajudado Caiado a ser eleito, ficaram de fora. É o caso do deputado Major Araújo (PRP) que, em entrevista ao Jornal Opção, não escondeu sua frustração com o distanciamento do governo Caiado.

Sobre o encontro, o parlamentar avalia que esta não é uma novidade. “Lamentavelmente é assim que funciona“, disse. “Oferecer cargos em troca de apoio é praxe. Mas espero que os deputados que estão aderindo não acabem, com isso, vendendo suas almas para o governo. Não precisa passar a dizer ‘sim’ sempre, principalmente nos casos em que o governo estiver errado. O interesse social deve estar acima de tudo”.

Em justificativa, o deputado lembrou da gestão do ex-governador Marconi Perillo (PSDB) que, segundo ele, “mandava para a Assembleia projetos ilegítimos que atendiam interesses particulares” e mesmo assim os deputados aplaudiam e votavam a favor da matéria. “Nesse caso, não condeno o governo e sim os deputados que votam pela aprovação de matérias como essa”.

Sem voz

O parlamentar assegura que desde a consolidação da candidatura de Caiado teve apenas duas oportunidades de conversar com o democrata. “Mesmo assim ele foi muito vago, disse que atenderia aos interesses dos militares, pois sabe que eu também os represento no Legislativo, mas nunca me chamou para saber as demandas ou o que penso sobre outros temas. Ele sequer me ouviu falar sobre qualquer assunto.”

“Ontem fiquei sabendo de uma outra reunião, mas ninguém me chamou. Quando procurei, exceto pelo bom relacionamento que tenho com alguns secretários, não houve retorno. Meu diálogo com o governo é quase zero.”, acrescentou o estadual antes de disparar conta Caiado: “Sinto ele muito centralizador. Ele tem um grupo fechado. Isso não é uma queixa só minha, talvez eu seja o único com coragem para falar”.

Questionado sobre a possibilidade de ser chamado para os próximos encontros, Araújo não exitou: “Vou e falo abertamente o que penso sobre o governo. Eu preciso saber quais são os projetos para os goianos. Do contrário, como poderia subir na tribuna para defender um governo que não conheço? Até agora tudo o que temos visto é a continuação de um trabalho que outros já fizeram. Tudo que sei é o que vejo pelo noticiário”, lamentou.

Por fim, o parlamentar assegurou que, apesar de sua “frustração” com a política de relacionamento Caiadista, irá aguardar o cumprimento daquilo que foi prometido pelo governador. “Aguardei por dois anos o Marconi cumprir com as promessas que ele me fez. Ele sempre empurrou com a barriga. Dessa vez irei aguardar pelo governador Ronaldo Caiado, espero que ele não faça o mesmo e não sei se estou disposto a aguardar, novamente, por todo esse tempo. O governo está muito distante daquilo que eu esperava”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Fabio

Simplesmente esse governo é mais do mesmo. Até agora só tem feito chorar e reclamar do governo anterior. Quando se candidatou ao governo, sabia perfeitamente da situação. Esta demonstrando que é um péssimo administrador. Ficar em Brasília discursando é fácil, estar no comando é outra coisa.

Marcela Prudente

Ate os colocados(comissionados) pelo o Marconi no Tce, o governador os mantém pq? Estranho, pois tds com salários altíssimos e ociosos. Tem algo errado ai. Precisamos saber em detalhar

Andreia

Muito triste tudo isso,pois tinha tanta esperança de mudança!!!Precisamos de mais Major Araújo homem de coragem!!!Nao se vende !!!!Parabéns!!!!