De 2022 a 2025, quase R$ 20 bilhões do FGTS serão financiados para obras de saneamento básico

Ao todo, mais de 13,5 bilhões de pessoas serão beneficiadas durante o período; só em 2022, podem ser disponibilizados até R$ 4,7 bilhões

Goiás está entre os Estados beneficiados com recurso para saneamento | Foto: Divulgação

De acordo com previsão apresentada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e aprovada pelo Conselho Curador do Fundo, de 2022 a 2025 poderão ser financiados até R$ 19,7 bilhões em recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para obras de saneamento básico. A previsão é que mais de 13,5 milhões de brasileiros sejam beneficiados com as ações. 

Em 2022, o limite do financiamento é R$ 4,7 bilhões, sendo que R$ 4 bilhões devem ser utilizadas em intervenções do Programa Saneamento Para Todos, coordenado pelo MDR. O restante será direcionado a operações do mercado de saneamento. O diretor de Financiamento de Projetos da Secretaria Nacional de Saneamento do MDR, Alfredo Carvalho, explica que o limite aprovado para os próximos três anos permitirá grandes investimentos a serem realizados. 

“O orçamento do FGTS aprovado vai permitir investimentos importantes e robustos, geridos pela Secretaria Nacional de Saneamento do MDR, que envolvem impactos positivos diretos, tanto no desenvolvimento econômico das cidades, como no meio ambiente, na economia, no turismo e sobretudo na saúde da nossa população”, avalia.

Em 2021, foram assegurados R$ 1,17 bilhões para financiamentos pelo FGTS e de outros fundos federais desde janeiro. Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor de saneamento básico é composta por mais de 1,1 mil empreendimentos que somam um total de R$ 42,24 bilhões. Destes, R$ 24,53 bilhões são referentes a financiamentos e R$ 17,71 bilhões ao Orçamento Geral da União. É possível, inclusive, realizar o acompanhamento da aplicação dos recursos do FGTS pela ferramenta Bussines Inteligente (BI) (link: http://paineis.mdr.gov.br/) do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.