Danuza Leão, escritora, jornalista e ex-modelo, morre aos 88 anos

Irmão de Nara Leão, ela lançou best-sellers como “Na sala com Danuza” e “Quase tudo”

A ex-modelo, jornalista e escritora Danuza Leão, uma das personalidades mais importantes da sociedade e da cultura carioca do século 20, morreu nesta quarta-feira, 22, aos 88 anos, no Rio de Janeiro. Danuza sofria de enfisema pulmonar e morreu de insuficiência respiratória. A informação foi confirmada à TV Globo por familiares. O corpo será cremado no Cemitério do Caju, em data e horário a definir.

Um dos rostos mais marcantes da indústria da moda em seu tempo, tornou-se uma cronista célebre (e não raro polêmica) na imprensa brasileira. Ela lançou best-sellers como “Na sala com Danuza” e “Quase tudo”, a autobiografia na qual narra uma vida intensa e marcada também por casamentos com figuras também centrais em sua época, como os jornalistas Samuel Wainer, com quem teve três filhos, Antônio Maria e Renato Machado.

Em “Quase tudo”, conforme escreveu o jornalista do Opção Euler de França Belém, Danuza conta a história de uma amiga que dormiu com o ator americano Warren Beatty, mas não revela seu nome. Segundo Belém, o livro também não informa o nome do senador (depois, governador) que dormiu com uma amiga em sua casa. E, afinal, transou com o tucano José Serra ou não? Tudo indica que sim, mas o descartou. Era muito jovem — tinha 23 ou 24 anos e Danuza, balzaca, 31 anos (“saímos juntos algumas vezes”, admite Danuza. “Mas eu me achava muito velha para ele”).

De acordo com o colunista Euler, no capítulo das inconfidências, relata que, aos 72 anos, estando em Paris, encontrou um cubano e dormiu com ele. Paixão de uma noite. Nas histórias de alcova, é econômica. Além de Antônio Maria, com viveu quatro anos, cita mais Tarso de Castro, com quem nada nua no mar da Bahia, o ator francês Daniel Gélin (ator de “La Ronde”, de Mar Ophüls), com quem usou heroína, e só. Rubem Braga, apesar de ser um devorador de mulheres (Tônia Carrero foi uma de suas paixões), não conquistou a bela que encantou tantos homens da República, conforme a publicação.

Perfil

A escritora, jornalista, modelo e atriz Danuza Leão nasceu em Itaguaçu, no interior do Espírito Santo, no dia 26 de julho de 1933. Aos 10 anos, ela e a família se mudaram para o Rio de Janeiro.

Ainda na década de 50, Danuza deu início a sua carreira como modelo. Ela foi a primeira brasileira a desfilar no exterior. Irmã da cantora Nara Leão (1942-1989), Danuza acompanhou o nascimento da bossa nova em seu apartamento em Copacabana, na Zona Sul do Rio, onde se reuniam os grandes artistas da época.

Além de modelo, Danuza também foi jurada de programa de TV, entrevistadora, dona de boutique e produtora de arte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.