Daniel Vilela afasta possibilidade de disputar presidência nacional do MDB

“Meu nome foi lembrado por membros da bancada federal e algumas outras lideranças nacionais que defendem uma renovação à frente do diretório, mas não existe articulação nenhuma”

Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Antes ventilado como candidato a presidência nacional do MDB, o líder da sigla em Goiás, Daniel Vilela, garante que não tem trabalhado nesse sentido. “Meu nome foi lembrado por membros da bancada federal e algumas outras lideranças nacionais que defendem uma renovação à frente do diretório, mas não existe articulação nenhuma”.

Ainda conforme ele, “as coisas ainda estão muito incipientes e o partido tem muitos bons nomes para assumir esse projeto. É algo para ser decidido mais adiante. Já a construção de uma chapa consensual é uma prioridade de todos os membros do MDB. Acredito que há um bom clima para que o nome escolhido seja por unanimidade”.

Outros nomes

Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal, e Helder Barbalho, do Pará, também seriam possíveis candidatos. Sobre estes nomes, Daniel afirma que são dois grandes líderes da sigla, além de serem muito respeitados.

“Acho que ambos têm plenas condições de construir um novo projeto para o MDB. Só que para eles serem candidatos, teria de haver uma mudança no estatuto do partido para permitir que governadores assumam a função de presidente. Sendo resolvida esta questão, eu não teria dificuldade nenhuma de apoiá-los para construirmos uma chapa de consenso, caso resolvam mesmo se candidatar à função”.

Vilela reforça, mais uma vez, que o partido tem muitos bons nomes para a função. “Acredito que vamos construir esta chapa de forma consensual para, então, escolher quem tem melhores condições de representá-la”. A eleição está marcada para 4 de setembro. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.