Cunhada de Vaccari se entrega à polícia

O advogado garante que Marice estava participando de um congresso no Panamá e que voltou ao Brasil assim que soube da prisão decretada

Cunha do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari / Foto: Divulgação

Cunha do ex-tesoureiro do PT, João Vaccari / Foto: Divulgação

Marice Corrêa de Lima, cunhada do ex-tesoureiro do PT João Vaccari, se entregou para a Polícia Federal da tarde desta sexta-feira (17/4), em Curitiba. Ela chegou à sede da polícia junto com o advogado Claudio Pimentel.

A cunhada de Vaccari é suspeita de ter participado dos desvios da Petrobras e de ser uma espécie de “auxiliar” do cunhado, para direcionar a propina ao PT. A prisão havia sido decretada na última quarta-feira (15/4), com o objetivo de evitar que fossem destruídas ou falsificadas provas. No mesmo dia também foi expedido o mandado de prisão de Vaccari, que foi preso ainda na quarta-feira (15/3), em São Paulo.

Conforme o advogado, Marice estava em um congresso no Panamá, e quando soube da prisão voltou ao Brasil. Ela teve o nome citado nas primeiras fases da Operação Lava Jato, no início do ano passado. (Com informações da Folha de S. Paulo)

Deixe um comentário