Crianças e grávida vacinadas erroneamente contra a Covid-19 passam por exames, em São Paulo

A ideia é avaliar o quadro de saúde de todos, haja vista que o Instituto Butantan, responsável pela fabricação do imunizante CoronaVac, não atesta a segurança ou eficácia do medicamento quando aplicado em um publico não adulto ou grávidas

│Foto: Divulgação

As 28 crianças, bem como a gestante vacinada por engano contra a Covid-19 passaram por uma série de exames no último sábado, 17. A ideia é avaliar o quadro de saúde de todos, haja vista que o Instituto Butantan, responsável pela fabricação do imunizante CoronaVac, não atesta a segurança ou eficácia do medicamento quando manipulado em um publico não adulto ou grávidas.

Segundo informações do jornal Folha de S. Paulo, eles foram submetidos a testes sorológicos e, de acordo com a prefeitura de Itirapina, todos passam bem. A mulher também passou por exames de ultrassom que não apontaram nenhuma anormalidade.

Conforme mostrado pelo Jornal Opção, tudo aconteceu após uma técnica de enfermagem se confundir ao separar medicamentos. Com isso, 46 pessoas que deveriam se vacinar contra a gripe acabaram recebendo a primeira dose da CoronaVac. Além da gestante e das 28 crianças, o medicamento foi aplicado em 18 adultos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.