Junta Comercial do Estado informou que resultado foi o melhor do período nos últimos cinco anos.

Empreendedorismo cresce em Goiás. | Foto: divulgação

A Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) afirmou que foi registrado recorde na abertura de empresas no período de janeiro a agosto de 2021. Com total de 23.270 registros no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), o governador Ronaldo Caiado comemorou o que considerou “melhor resultado dos últimos cinco anos”.

Segundo a Juceg, houve crescimento de 6.721 registros com relação ao mesmo período do ano passado. Somente em agosto, foram quase três mil CNPJs registrados. “Vamos entregar Goiás entre os melhores do país do ponto de vista social, de geração de emprego e de renda”, publicou o governador Ronaldo Caiado numa rede social.

Outro dado relevante, apontado pela Juceg, foi o aumento de registros com mulheres no quadro societário. Do total de empresas em Goiás, 38,51% têm chefia feminina. O número equivale a mais de nove mil CNPJs liderados pelas mulheres.

As cidades que mais atraíram empreendimentos foram Goiânia, Aparecida de Goiânia, Anápolis, Rio Verde e Valparaíso de Goiás. Os setores de maiores investimentos são os da construção de edifícios, comércio varejista de roupas e acessórios e bebidas. Os dados não incluem microempreendedores individuais (MEI).

Euclides Barbo Siqueira, presidente da Juceg, afirmou que os números são reflexo de alternativas em meio à pandemia. “O cidadão tem tirado proveito disso e percebe as vantagens de trabalhar com o seu próprio negócio”, apontou o representante da junta comercial.

O titular da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços, José Vitti, também comentou o crescimento. “Temos uma logística de transportes fantástica. Estamos localizados no Centro do País. Contamos com uma legislação de incentivos fiscais que garante segurança”, analisou o secretário.

https://www.instagram.com/p/CTj1KP7Hq6I/?utm_medium=copy_link