Cremego investiga clínica que preparou corpo de Cristiano Araújo

Entidade destacou que a divulgação pode configurar infração ético-profissional, conforme três artigos do Código de Ética Médica

Vídeo mostra funcionários preparando corpo do cantor | Foto: Reprodução/Vídeo

Vídeo mostra funcionários preparando corpo do cantor | Foto: Reprodução/Vídeo

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) afirmou nesta sexta-feira (26/6) que vai investigar a divulgação de imagens do preparo do corpo do cantor Cristiano Araújo nas redes sociais por se tratar de um ato médico.

A entidade disse que a Clínica Oeste, responsável pelo procedimento médico, está regularmente inscrita no conselho.

O Cremego esclarece que a gravação do preparo do corpo só é permitida se necessária para registro interno e técnico. “O Cremego, cumprindo seu dever legal de zelar e trabalhar por todos os meios ao seu alcance pelo perfeito desempenho ético da medicina, vem a público repudiar, veementemente, a divulgação de imagens”, relata o comunicado.

O texto assinado pelo presidente do conselho, Aldair Novato Silva, ressalta ainda que a divulgação pode configurar infração ético-profissional conforme três artigos do Código de Ética Médica:

Art. 73. Revelar fato de que tenha conhecimento em virtude do exercício de sua profissão, salvo por motivo justo, dever legal ou consentimento, por escrito, do paciente.
Parágrafo único. Permanece essa proibição: a) mesmo que o fato seja de conhecimento público ou o paciente tenha falecido;
Art. 75. Fazer referência a casos clínicos identificáveis, exibir pacientes ou seus retratos em anúncios profissionais ou na divulgação de assuntos médicos, em meios de comunicação em geral, mesmo com autorização do paciente.
Art. 78. Deixar de orientar seus auxiliares e alunos a respeitar o sigilo profissional e zelar para que seja por eles mantido.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

renatobernardes

Isto e um absurdo.tem que ter cadeia nestes casos. Os politicos tem que criar uma lei mais rigida.