Crea-GO diz que engenheiro do Paque Mutirama era voluntário

Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás abre processo administrativo para apurar atuação do profissional

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea-GO) decidiu abrir processo administrativo para apurar a atuação do engenheiro responsável pela manutenção dos brinquedos do Parque Mutirama, palco de uma tragédia nesta quarta-feira (26) depois de umas das atrações do espaço quebrar e deixar 11 feridos.

Em nota, o órgão explica que irá solicitar à Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul) documentos para verificar o vínculo do profissional que atuaria no parque de forma voluntária. Dependendo do que for apurado, o profissional deve ser convocado para prestar esclarecimentos.

No comunicado, o Crea lamenta profundamente o acidente e diz que está recomendando à prefeitura que reabra o parque somente após a inclusão de engeheiros mecânico e eletricista em seu quadro técnico e também depois da elaboração de laudos de inspeção em cada brinquedo.

“As recomendações do Conselho goiano também serão encaminhadas com cópia para o Ministério Público Estadual”, finaliza o comunicado. Confira abaixo na íntegra:

A Câmara Especializada de Engenharia Mecânica e Metalúrgica (CEEMM), do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea-GO) lamenta profundamente o acidente ocorrido no Parque Mutirama na quarta-feira (26/7), e se solidariza com as famílias dos 11 feridos.

Viana, que fazem parte da CEEMM, decidiram abrir processo administrativo solicitando os documentos da Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul) para verificar o vÍnculo do profissional que atua de forma voluntária no Mutirama e os registros de manutenção dos brinquedos. Dependendo do que for apurado, o referido profissional será convocado para prestar esclarecimentos.

A CEEMM do Crea-GO ainda está recomendando à Agetul que a reabertura do Parque Mutirama somente seja realizada após a inclusão dos engenheiros Mecânico e Eletricista no seu quadro técnico; e após a elaboração de laudos de inspeção em cada brinquedo conforme norma técnica NBR 15926:2011, da ABNT, com registro das respectivas Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs) no Crea-GO. As recomendações do Conselho goiano também serão encaminhadas com cópia para o Ministério Público Estadual.

ASSESSORIA DE IMPRENSA DO CREA-GO

Deixe um comentário