CPMI das Fake News deve ouvir Rosa Webber, Manuela D’Ávilla e Felipe Neto

Deputado explica que presença da ministra será para que ela discorra “sobre a proliferação de notícias falsas em processos eleitorais”

Rosa Weber | Foto: Divulgação

Com prazo de funcionamento até 23 de dezembro, a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News deve ouvir a ministra Rosa Weber, que é também presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE); a ex-deputada e ex-candidata à vice-presidência do País, Manuela D’Ávila (PCdoB); e até o youtuber Felipe Neto.

Sobre a ministra, o deputado João Carlos Bacelar (Pode-BA) disse que a participação será para “discorrer sobre a proliferação de notícias falsas em processos eleitorais”. Manuela e Felipe tiveram os convites protocolados pelo deputado Túlio Gadelha (PDT-PE). Representantes das principais empresas de telecomunicação do País também devem ser incluídos.

São alvos da comissão o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC), além de blogueiros e digital influencers com posições ideológicas radicais. O colegiado vai investigar, também, cyberbullying e invasão de dados na rede. (Com informações do Notícias UOL)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.